Como surgiu a “heterossexualidade”?


Traduzido do artigo de Brandon Ambrosino para o site BBC Future e adaptado do site LadoBi, por Marcio Caparica


Como surgiu a “heterossexualidade”?

É um pergunta que pode despertar ira em muitos leitores, mas cem anos atrás as pessoas tinham uma ideia bem distinta do que significava ser heterossexual. Compreender essa mudança de compreensão pode nos dizer muito sobre as identidades sexuais fluidas de hoje.



Em 1901 o Dorland’s Medical Dictionary (“Dicionário Médico Dorland”) definia heterossexualidade como um “apetite anormal ou pervertido por alguém do sexo oposto”. Mais de duas décadas depois, em 1923, o dicionário Merriam Webster apresentava uma definição similar: “paixão sexual mórbida por alguém do sexo oposto”. Foi apenas em 1934 que a heterossexualidade foi agraciada com o significado que nos é familiar hoje: “manifestação de paixão sexual por alguém do sexo oposto; sexualidade normal.”

Sempre que conto isso para as pessoas, a resposta é de incredulidade dramática. “Isso não pode estar certo!” Bem, com certeza isso não parece certo. Nos parece que a heterossexualidade sempre “esteve por aí”.

Alguns anos atrás fez sucesso um vídeo em que um homem perguntava para pessoas na rua se elas achavam que os homossexuais já nasciam com suas orientações sexuais. As respostas foram variadas; a maioria dizia algo como “é uma combinação da natureza com a maneira como a pessoa foi criada”. O entrevistador, então, continuou com outra pergunta, crucial para o experimento: “Quando você decidiu ser hétero?” A maioria das pessoas foi pega de surpresa, confessando, timidamente, que nunca haviam pensado sobre isso. Ao sentirem que seus preconceitos haviam sido expostos, eles rapidamente acabavam reconhecendo o que o cinegrafista queria mostrar: gays nasciam gays, assim como héteros nasciam héteros.

A moral do vídeo parecia sugerir que todas as nossas sexualidades “simplesmente acontecem”; que uma explicação para a homossexualidade é tão desnecessária quanto uma explicação para a heterossexualidade. O que aparentemente passou desapercebido tanto para os criadores do vídeo quanto para os milhões de pessoas que o compartilharam é que, na verdade, nós precisamos de uma explicação para as duas sexualidades.