Saúde: Fimose



Fimose (grego φῑμός, "mordaça") é uma condição em que, no pênis humano, o prepúcio não pode ser completamente retraído para expor totalmente a glande. A dificuldade em expor a glande ocorre quando o prepúcio possui um anel muito estreito, ou seja, a abertura do prepúcio é muito pequena para que se possa expor a glande. O problema pode ser de origem congênita ou adquirida.



Complicações

A fimose pode se complicar quando ocorre a parafimose, onde a glande é exposta mas o estreitamento no prepúcio impede que seja recolhida, levando a estrangulamento da glande, ou quando impede a higiene adequada, levando a uma propensão a infecções (balanopostites).

Tratamento


O fimose pode ser retirada por meio de cirurgia (circuncisão ou prepucioplastia), geralmente realizada por um urologista. No caso da circuncisão, aplica-se uma anestesia na região e retira-se a pele excedente. Após a cirurgia recomenda-se o repouso de um mês sem masturbação e relações sexuais, e normalmente pode haver um discreto sangramento nos primeiros 4 a 6 dias. A prepucioplastia é uma alternativa mais conservativa do que a circuncisão tradicional, permitindo o tratamento da fimose sem a retirada do prepúcio.


Além do tratamento cirúrgico, existe o tratamento com uma pomada de corticoides, aplicada aos graus 2 e 3 sob critério médico.